sexta-feira, 4 de junho de 2010

Centopéia dos Bróder


Trem da Alegria

Final do ano passado, me mostraram umas fotos de uma galerinha com a cara colada no rabo de outrem. Uma coisa muito mais fina que qualquer tentacle porn japa. Mas tá, lí a matéria que falava desse estranho filme e tals e ficou por isso.

Até que uns dias atrás um lindo e sensual do Tuíter estava alvoroçado com a centopéia humana. Bastou para que eu lembrasse dessa peça única e de rara beleza no panteão da sétima arte.

Vamos a história, e digam se é possível não ter vontade de assistir: médico maluco sequestra turistas na Europa para realizar seu sonho de ter uma centopéia humana. Ligados pelo sistema digestivo. O seu, o meu, o nosso querido sistema digestivo começa na boca e termina no cu, right? Então se você quisesse fazer um loooongo sistema digestivo, o que faria? Costuraria boca x cu x boca. Passei horas pensando em como o roteirista chegou nisso tudo.

"VAMOS FAZER UM FILME ASSIM COSTURA BOCA CU E BOCA E FAZEMOS UMA CENTOPEIA E VAI SER MAIOR LEGAL E GERAL VAI CURTIR"


A mente criativa definitivamente funciona de maneira misteriosa. Também fiquei refletindo sobre as filmagens. Quanto tempo será que a menina ficou com a cara enfiada na bunda do japonês? Eu ia ficar rindo o tempo todo, afinal estou com a cara afundada na buzanfa do samurai, meu povo. NÃO TEM CONDIÇÃO.

Tirando esses questionamentos acerca da realização do filme, achei deveras divertido. Exceto a parte onde eu realmente achei que o rabo do japa ia rasgar enquanto ele subia as escadas praticamente carrregando as duas gurias. E você, seu lindo, já carregou uma monera pelo furico? Tenso.

No mais, recomendo fortamente para os bróder e quem não assistir, não é bróder.

PS. o japa caga na boca da guria do meio, ok. Estejam avisados.

4 Comentários:

Rodrigo Emanoel Fernandes disse...

Na verdade, a primeira coisa que eu pensei (e continuo pensando) foi: que porra de lábia o diretor desse treco tem pra conseguir:

a) convencer patrocinadores a investir num projeto com uma idéia dessas! (imagina o cara apresentando o argumento numa reunião de financiamento, rsss)

b) convencer duas atrizes lindas a atuarem com a cara enfiada no cu de alguém por metade do filme! Será que elas tem esperança de uma carreira promissora no cinema com um lance assim no currículo? (nem vou comentar o japonês, ao menos ele não precisou beijar o cu de ninguém).

Ou o diretor tem algum tipo de poder de controle mental ou ele é o desgraçado mais cara de pau que a raça humana já produziu!

E ele já planeja uma continuação!!!!!

Medo eterno!

Felipe Storino disse...

Você tem razão, com uma história dessas é impossível não ficar curioso de assistir. Assisti hoje e só conseguia rir durante o filme, quando o médico explica o procedimento então...

Talvez se fosse um filme japonês ou do Eli Roth a parada fosse mais tensa. A única parte angustiante foi mesmo a da escada, eu achei q fosse jorrar sangue por todo lado naquela cena.

PCFilho disse...

Sou um cara que escreve bastante, mas não consegui encontrar palavras para comentar este post.

Fico com a keyword escolhida: bizarro.

j. noronha disse...

Rindo muito até agora, o teu post é mais engraçado que o filme :-D .

O diretor apresentado a ideia em uma reunião de investidores daria outro filme de tão bizarro que deve ter sido.

Postar um comentário

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO