quarta-feira, 16 de junho de 2010

Etnografia Indigena




Índios eram aquelas pessoas que viviam aqui antes do Cabral chegar com a primeira bola de futebol. Usavam shorts Adidas bem curtinhos dos anos 70 e plantavam mandioca.

Fim.


Agora vamos a Copa.

Copa do Mundo é aquele negócio que acontece de quatro em quatro anos, onde a população brasileira se divide em:

- 75% de pessoas que torcem para o Brasil;
- 5% de pessoas que torcem contra o Brasil só pra ser do contra;
- 15% de estudantes de Ciências Sociais que acham um absurdo o Brasil se preocupar com futebol enquanto gente passa fome (sendo que 99,9% deles jamais passaram fome ou fizeram algo REALMENTE relevante para mudar isso);
- 5% de homossexuais paulistanos que vão ao Reserva Cultural na hora dos jogos. *


Agora que já sabemos o que é Copa do Mundo e sua etnografia epicêntrica paunocucêntrica, podemos nos dedicar ao que realmente importa, a bola rolando.

África do Sul do Parreira segurou um empate com o México no jogo de estréia. Claro que todo mundo quer ver festa caseira logo de cara, mas era de se esperar. Parreira = bocha, bocha está contido em Parreira, não se esqueçam.

Uruguai correu, suou, brigou, como sempre, mas não conseguiu sair do 0 x 0 contra uma França combalida. Destaque para o cara de pau, Henry, pedindo toque de mão numa jogada. FASFAVOR NÉ HENRY! A Irlanda te ama. ALO URUGUAI, Loco Abreu tem que ser titular, senão cês tão tudo fudido.

A Argentina (minha aposta no bolão da firma) não foi bem nas eliminatórias, quase dançam pelo caminho e chegaram na South Africa desacreditados. Certo que o Maradona AINDA não sabe muito bem o que tá fazendo, mas é certo também que os jogadores dão sangue pelo Pibe, e isso pode contar muito. Mará não quer deixar barato com a imprensa e vai fazer de um tudo por esse título. CUIDADO GALERO COM AS ÁGUAS! Messi jogou contra a Nigéria tudo o que não jogou nas Eliminatórias. Eu acredito naquele lindo!

Inglaterra teve a manha de empatar com os EUA. Gerrard, aquela piada de Deus com os outros homens, marcou logo no comecinho, mas o goleirão Green tomou o peru da década, se enrolando com a Jabulani. Éééé, é preciso destreza para manejar uma jabulani. Rooney, o cearense, pouco fez. No final da partida apelaram pro Crouch com seus 5 metros e 20 e dá-lhe bola aérea. Não adiantou.

Alemanha assustou todo mundo jogando um futebol bem menos burocrático do que estamos acostumados. Uma seleção jovem, cheia de vontade entrou em campo contra uma Austrália muito fraca (porém cheia de caras legais. Sim, olhe para os jogadores de lá e veja se todos não parecem ótimos rapazes) e numa primeira fase cheia de empates e placares apertados, sapecaram logo 4 x 0 nos socceroos.

Sérvia e Gana foi um jogZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZzzzzzzzzzzzzzzzzzZZZZZZZZZZZZZZZZZZ

Holanda e Dinamarca, já conhecido como clássico das gostosas (tinha mulher gata a rodo...A RODO....A GRANEL...A SEI LÁ O QUE nas arquibancadas). Pra você, amigo homem do sexo masculino que conseguiu prestar atenção dentro de campo, até que não foi dos piores. A Dinamáquina não fez jus ao apelidinho carinhoso e fez até gol contra. 2 x 0 pra Laranja Mecânica.

O pessoal do Super Campeões aka Seleção do Japão surpreendeu e bateu o time do Distrito 9 aka Seleção de Camarões. MANDELA, FASFAVOR, SALVA OS CAMARÕES.

A atual campeã, Itália, mesmo turbinada com dinheiro da máfia e da venda de fogazzas na Festa de São Genaro, saiu perdendo para o Paraguai sem Cabanãs (força aí gorducho!) e conseguiu um golzinho cagado pra não ficar tão feia na foto. Mais um empate aí, amigos.

Nova Zelândia x Eslováquia só serviu para me bater aquela saudade gostosa da Tchecoslováquia. Abs!

Cristiano Ronaldo e mais 10 é muito bicha pra bater de frente com os negões da Costa do Marfim. O cu fechou quando Drogba entrou. Só digo isso. Mas, mesmo assim, um empatezinho sem gols Ó PÁ.

Espanha, a grande favorita de todos os entendidos de futebol que não entendem merda nenhuma de futebol perdeu da Suiça. Pique, não chora, o Ibra ainda te ama.

E finalmente Brasil e Japas do Mal aka Coréia do Norte. O Brasil ganhou de 2 x 1 (exceto na Coréia do mal, onde eles ganharam de 1 x 0 no VT comentado pelo Kim Jong-Il em pessoa), não jogou o melhor futebol do mundo, mas ganhou, ok?! Vão cornetar as putas que lhes pariram! Kaká tá obviamente sem ritmo de jogo, eu entraria com Nilmar contra os negões do Marfim, mesmo correndo o risco que lhe quebrem em 4 pedacinhos (viu, galero, esse era o jogo pro Adriano, negão x negão...mas tudo bem. Não vou chorar sobre o negão derramado), também arriscaria uma titularidade para o Daniel Alves. Mas no geral, não tem muito o que fazer, só esperar que aquela pressão da estréia contra um time extremamente fraco seja mesmo só isso, pressão e nervosismo passageiro.

Volto depois da segunda fase para mais etnografia indígena.


* dados do Instituto de Estatística Aplicada e Matemática Financeira Luterana do Alegrete

4 Comentários:

Vinicius Cabral disse...

CARALEO, PASSEI MAL DE RIR, RUIVA MALDITA! LOL

@fbjr disse...

XÊNIA!

PCFilho disse...

A ruiva é genial. Hoje, ela me elogiou quando eu narrava o jogo do ano no twitter (Botafogo x Fluminense pelo Cariocão de juniores no Caio Martins).

Chorem, pobres mortais. Eu fui elogiado por Jenny Taylor. E isso basta.

PS: que mané Copa do Mundo o que. Como diria o Mané, campeonatinho mixuruco sem segundo turno.

Luiz Vaz disse...

Cheguei a chorar de tanto rir deste texto.

Postar um comentário

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO