terça-feira, 16 de junho de 2009

Os Caminhos de Che


Caminhos de Che é uma das coisas aparentemente estranhas que me prendem na frente da televisão.

Mas só parece estranho, depois que você se despe do preconceito de achar que é punhetagem para alunos de Ciências Sociais da USP, pode aproveitar toda a diversão que os episódios trazem.

O título da série é auto-explicativa, mas vale lembrar pra quem pulou as aulas de História e nem assistiu Diários de Motocicleta: Em 1952, Ernesto Guevara de la Serna, o Che, e seu truta, Alberto Granado montaram numa motoca velha para cruzar a América Latina, indo de Córdoba, na Argentina até Caracas, na Venezuela.

A série juntou dois jovens latino-americanos para percorrer esse caminho novamente, seguindo de forma mais fiel possível a dupla original. Os escolhidos foram a equatoriana Beatriz Ortiz, professora primária, e o argentino Gustavo Prepelitchi, estudante de Economia. Gustavinho fofucho é um showzinho de tango a parte, eu até dava uma chance pra ele, mesmo sendo argentino ¬¬.

Os melhores episódios, IMHO, são os que atravessam o Chile, "Percorrendo o Chile", "Estradas e Desertos" e principalmente "A Magia da Cordilheira" onde eles chegam em Arica, na costa chilena. Pra mim, em vias de começar a programar uma mochilagem por terras chilenas, é de encher os olhos e o coração.

Beatriz e Gustavo começam a viagem com uma versão melhorada da "Poderosa" de Granado, mas depois têm que se virar com carona, ônibus caindo aos pedaços, trem...o que aparecer. Assim como Che e Granado, os dois jovens estão ali também pelas pessoas, as histórias que eles vão encontrando pelo caminho é o que torna a série especial. O episódio em que eles visitam o leprário onde Che trabalhou como médico é de encher os olhos de lágrimas, lá ainda vivem velhinhos esquecidos que foram tratados pelo próprio Ernesto.

A série não é recente, é de 2007, mas só comecei a assistir agora. Sei que ainda é transmitida pela TV Brasil, mas em horários loucos. Vale a pena assistir os episódios (completos, com meia horinha) no Mundo Fox.

4 Comentários:

All3X disse...

Opa, estou gostando disso aqui.
Drama é um gênero difícil de me agradar, muitos são melosos ou não fogem de uma fórmula repetida, coisa muito anos 40, TV preto e branco...
Gosto mais de movimento, explosão de cor e som, tramas que trazem personagens fortes, e et Cetera...
Mais essa indicação está bacana. Valeu demais.

irradiandoluz disse...

Ahhhhhhhhhhh entendi....

Po, que legal... depois que eu li os dois diários do Che, eu fiquei sonhando em fazer essa viagem, mas pensava: ah, já era... aquele mundo que eles viviam não existe mais...
Vou conferir a série... quem sabe refaço meus planos de mochilão pela américa latrina...

Os livros/diários do Che realmente valem a pena. Recomendo. Mesmo não sendo estudante de Ciências Sociais da USP...

Abração
Gabi Dread

Cathwillows disse...

Quero ver!!!

Anônimo disse...

Acabei de ver a série pela National Geographic e vim correndo googlar e achei teu blog, que por sinal é um must. Que bom que postou informações interessantes, eu estava louca pra ler quem eram os sortudos que refizeram a viagem (e que gato o Gustavo... meu Deus, aff!!). Bjs e estou louca pra fazer uma viagem tal qual um dia. Ana

Postar um comentário

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO