segunda-feira, 13 de julho de 2009

Jenny Visita – O Monumental e o Gigante

Imagem 092

 

Dessa vez eu fui um pouco mais longe do que no Morumbi. Na verdade minha viagem começou no Aeroporto Internacional de Guarulhos, onde todos usam máscara.

Conhecer Porto Alegre fazia parte dos meus planos, certamente. Então, enfiei alguns casacos dentro da mala e me mandei pra terra do futebol em duas cores. Sozinha dentro do avião, cheia de cagaço, pois odeio voar, passei uma hora e meia vendo nuvens pretas na janelinha e pegando turbulências cruéis no Paraná e entrando do Rio Grande do Sul.

Cheguei já quase de noite numa Porto Alegre nublada e menos fria do que esperava. No saguão do Aeroporto Salgado Filho, meu celular toca, e eu me dou conta que tô mesmo longe de casa quando as pessoas olham pra ver de onde vem aquele "Ninguém Cala" tocando.

Da janela do táxi eu vejo o Laçador, andamos mais um pouco e no farol vermelho, um rapaz de agasalho do Grêmio atravessa a rua. Primeiro sorriso que abri em PoA.

Passei três dias lá, andei muito, conheci um monte de gente, ví um monte de coisas, e posso dizer que, Porto Alegre É:

- acima de tudo, AZUL;
- chegar lá com medo por que passou a vida inteira escutando que gaúcho é nojento e descobrir que todo mundo é super simpático e te trata como se te conhecesse há anos;
- ligar a TV do hotel e ficar feliz por que está passando Série B do Gauchão na TVCOM;
- assistir num bar cheio de Colorados, o primeiro gol da LDU;
- tomar Polar trincando de gelada;
- achar que não vai conhecer ninguém e no mesmo dia encontrar um monte de gente legal, e de repente se sentir em casa;
- descobrir que todo bar é legal, até o pé de porco mais xinfrim;
- aliás, descobrir que pé de porco lá é polícia e não boteco;
- e descobrir isso da boca de um Brigadiano gremista e com um sorriso lindo;
- sentir um arrepio quando você avista de longe, o Olímpico pela primeira vez;
- passear por qualquer rua e ver que a cidade respira futebol. Que tem sempre alguém querendo te contar uma história sobre algum Grenal;
- ganhar um presente que há muito tempo você cobiçava;
- passar horas conversando com o seu Geraldo, 67 anos, gremista doente e cheio de histórias pra contar;
- passar horas conversando com um colorado de bochechas rosadas e sotaque aházador, mesmo não prestando muita atenção no que ele tá falando :P;
- ouvir "tu" e "ti" o dia inteiro;
- aprender que lá se come na lancheria, se pega ônibus na parada e se atravessa na sinaleira;
- ter a vida salva pelo podraço mais style do mundo, às 3 da manhã no boteco na esquina do hotel;
- pegar um vento ardido na beira do Guaíba;
- não resistir, mesmo com o pé ardendo de tanto andar, e ir de novo no Olímpico;
- fazer o @Viniciusc e chamar a bomba do chimarrão de canudo sempre, só pra ver a carinha deles;
- pedir informação na rua pra 300 pessoas e sempre pedir pra repetir, por que eles falam muito rápido;
- ter o mapinha amigo sempre na mão, mas mesmo assim se perder ¬¬;
- conhecer o @Kero_ , lindo, querido e um charme com aquele boné;
- ver que todos os homens fazem questão de carregar sua mochila e/ou mala;
- passar no Preliminar antes de dizer adeus à casa do Imortal;
- ouvir sábado de madrugada o tio do hotel perguntar: "mas já vai, tu não vai ficar pra ver teu time jogar?"
- improvisar uma caminha com uma poltrona e a mala no Salgado Filho e dormir assistindo Galpão Crioulo na RBS, enquanto espera o vôo.

Eu adorei PoA, e recomendo pra todo mundo que nunca foi. A cidade é bonita, a vibe das pessoas é ótima, pra quem ama futebol é um prato cheio e esqueçam essa de que gaúcho é metido e antipático.

 

Imagem 045

 Imagem 046 A bola já corre solta no Zero Hora no Aeroporto.

 

Imagem 047

Pelotas x Brasil – Farroupilha pela B do Gauchão.

 

Imagem 050

Fui chegando de longe e vi isso aqui…devo admitir que gerou água.

 

Imagem 054

De manhã cedinho, com o Grêmio onde o Grêmio estiver.

 

Imagem 060

A Toca do Gremista

 

 Imagem 055

 Imagem 056

 Imagem 059

Na calçada da entrada do Olímpico, tem todos os títulos da história do Clube (só tirei foto dos principais).

 

Imagem 062

O Botafogo é Brasil na Azenha \o/

 

Imagem 065

Mesmo depois da chinelada do dia anterior, as bandeiras continuavam nas janelas (na verdade, acho que elas não saem nunca).

 

Imagem 066

Não fui só eu que fiquei intrigada com isso. O.o

 

 Imagem 069

Usina do Gasomêtro.

 

Imagem 070

Na beira do Guaíba também se bate um tamborzinho

 

Imagem 071

Até agora não sei se é rio ou se é lago.

 

 Imagem 072

Além das plaquinhas da Pepsi também tem aqueles jatinhos de água, conhecidos no Rio como “Carioca Cuca Fresca”. Seria um “Gaúcho Cuca Fresca”?

 

Imagem 073

De um lado o Guaíba, do outro céu fechado e prédios, mas mesmo assim, bonito até.

 

 Imagem 074

Láááá no fundo, o Beira-Rio. Olhei e pensei, “tô fudida” e comecei a andar…andar…

 

 Imagem 075

Atrapalhei todo mundo que tava correndo…haha PEGAEL!

 

 Imagem 076

O Beira-Rio. Não…mentira. :P

 

Imagem 078

Futuros talentos do futebol do Sul.

 

Imagem 079

AÊ, CHEGUEI…finalmente \o/

 

Imagem 082

 Imagem 080

Imagem 081

Vista traseira (UI!) do Gigante

 

Imagem 083

Esse vestiário tava aberto e abandonado, eu devia ter entrado…

 

Imagem 087

Imagem 084

 Imagem 085

 Imagem 086

Mais Beira-Rio, agora de ladinho (UI!) e de frente.

 

Imagem 088

A coisa mais bizarra que vi em PoA

 

Imagem 089

A recepção achei que tá bem bonita.

 

Imagem 091

Tapumes chics, Morumbi fazendo escola

 

Imagem 095

De volta ao Olímpico…GALAAAAAAAAAAAAATTO

 

Imagem 096

O uniforme de 1920 é lindinho demais! Detalhe do casaquinho…deixaria Juve Juvêncio intrigado.

 

Imagem 097 O balcão da umidificação

 

Imagem 101

 Imagem 098

 Imagem 099

 Imagem 100

Imagem 107 Se eu tivesse tirado foto de tudo que achei incrível no Memorial do tricolor, ficaria 10 anos fazendo esse post.

 

Imagem 102

 Imagem 103 Renato e O Capitão, de León

 

Imagem 104

Primeiro estádio do Grêmio

 

Imagem 105

A bola do último jogo do Lara

 

Imagem 106

Libertadores e ao fundo, um Brasileiro

 

Imagem 108

Os pés do Capitão

 

Imagem 109

Os pés de Renato, que aparentemente, foram usados de cinzeiro.

 

Imagem 110

Entrada do Memorial

 

Imagem 112

O famoso Trovão Azul

 

Imagem 113

Coca Cola azul é só no Olímpico

 

Imagem 115

Lujinha…claro, tem que ter.

 

Imagem 118

Sede social e um tio, que eu acho que tava com mais dor nos pés do que eu, pela cara dele.

 

Imagem 058 Campo suplementar

 

Imagem 116

A imagem que me fez andar mesmo com os pés, as pernas, e os joelhos estourados.

 

Imagem 093 Vou sentir falta de ver um monte de azulzinho na rua.

13 Comentários:

Taina disse...

Muito legal!

@TutorUnopar disse...

Não tenho nenhuma predileção pelo Grêmio, mas que o escudo ficou muito atraente na 1ª foto, isso ficou!

biscoito20 disse...

E dê-lhe Grêmio!

Cara, ir até Porto Alegre é respirar Grêmio e Inter, não tem como não fazer isso. Eu, mesmo sendo gaúcho do interior, quando vou à PoA sinto que um Grenal é algo muito mais forte que qualquer outra coisa que o cara já viu.

Semana que vem tem Grenal, e esse vai ser muuito bom!

Só não entendi tuas fotos com uma blusa vermelha por baixo ¬¬

Jenny Taylor disse...

Ah, po, biscoito, meu casaquinho vermelho foi guerreiro aí no frio, cara...

A Voz do Além disse...

Fato 1 - O chocolate que o Timão tomou dos tricolores malditos azedou o comentário que eu ia fazer...

Fato 2 - Milagre da natureza uma camisa do Grêmio ficar bonita como na primeira foto(graças ao recheio =D)

Fora isso fico feliz que a viagem tenha sido boa e que o meu desejo de boa sorte tenha surtido algum efeito (sou pé frio pra cacete e nunca ganhei nem sorteio de Festa de São João). Da próxima vez vou desejar boa sorte quando for para o Espírito Santo, conhecer o estádio Kléber Andrade (tá bom, é uma várzea foda) e o saudoso Rio Branco, que não ganha um Capixabão há 20 anos. Fora descobrir que os capixabas são mais que moradores do litoral de Minas...=D

Vinicius Cabral disse...

Te avisei que PoA era bem legal! E eu nem fiz seu roteiro futebolístico... mas queria ter feito.

Bando de gente bonita, né? Nem dá vontade de voltar prá casa... e o sotaque? Na época, eu disse que a sensação de ir a PoA era que que realmente o Brasil era feito de diversos "brasis", de tão diferente que é a cultura.

Mas é bem legal... eu espero voltar, de preferência algumas vezes, e prá assistir um jogo do Grêmio e um do Inter (o pessoal quando vem no Rio não quer conhecer o Maracanã? Então...)

(a parte do "canudo", abafa, eles ficam intrigados... hahaha)

Doutor Radioativo disse...

Juro que se eu pudesse, eu patrocinava a Jenny nessas visitas...hehe

Muito Legal, mesmo!!!!!!!!!!!

Etevaldo disse...

Uma ruiva, com a camisa do Grêmio e blusão vermelho na pele, não é algo que se vê todo dia!

O memorial do Olímpico é show de bola mesmo.

E como diria um velho amigo meu, o mundo é dos borrachos, que o diga dona Jenny!

Morena disse...

Oie Janny , POA é tri! Na tem nd melhor q polar na Cidade Baixa! Tipo sobre o Guaíba é lago mesmo, mas ng aqui diz isso é Rio Guaíba nem vale discutir!!
E as bandeiras é sempre, principalmente as do Grêmio na boa e na ruim!!

E apoio o amigo do Etevaldo q o mundo é dos borrachos! Pena q tu perdeu o jogo ohh 3x0!!!

Cathwillows disse...

Nao conheço POA!
E gata, mostra o rostinho aí! ahahhha

Voltei á ativa fia!

Bjs

Moara disse...

E você não viu nenhum capincho?

Bruno Victor disse...

Aquele não é o trovão azul, aquele é o bus que a volks deu de presente ao Grêmio :d

Jenny Taylor disse...

Fica ai a correção do Bruno. Valeu \o/

Postar um comentário

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO