segunda-feira, 27 de julho de 2009

Um Band-Aid



Bom é quando a gente é criança e o beijinho da mãe cura tudo, o joelho ralado, o corte no dedo, o galo na cabeça. Mas a gente vai crescendo e trocando o beijinho pelo esparadrapo, pela gaze e pelo band-aid.

Viramos adultos e as feridas param de ser visíveis aos olhos da mamãe. Às vezes não são visíveis nem aos nossos,e a gente esconde no fundo do lixinho do banheiro aquele band-aid sujo de sangue que há minutos atrás segurava os pedaços de um coração partido.

Esconde lá, depois amarra o saco, deixa na porta pro lixeiro levar e finge que nunca precisou abrir aquele band-aid. Finge que não lembra da sensação do ardido do Merthiolate no arranhão do orgulho. Finge que nem doeu e engole o choro. Maquiamos olhos roxos deixados por socos que nem vemos da onde vieram, mas sabemos por que tomamos.
 
Aquele band-aid vai parar no lixão da sua cidade, junto com todos os outros que você já escondeu no fundo da lixeira, e estão lá, levando anos para deteriorar. E enquanto não somem da existência, você volta e meia se lembra deles, cada um com um pouquinho de você, no sangue, no pus ou nas células mortas que ele levou.

Preciso comprar uma caixa nova de band-aids.

7 Comentários:

All3X disse...

Uma concepção extremamente subjetivista. Eu adoro. Nem vou ficar comentando para não estragar.

Bruno disse...

Se eu fosse contar quantos pseudos Band-Aids alguns filhos de senhoras que trocam favores físicos por dinheiro, me fizeram usar na vida, ja dava pra encher uma lata de lixo, mas depois de um bom tempo eu aprendi que a melhor maneira é arrancar eles bem rápido ir pra um jogo do IMORTAL gritar feito louco na geral:

"Quase no fim da festa
Na avalanche louca você se perdeu
No meio da alegria
Não teve aquele que não bebeu

E dá-lhe, dá-lhe, dá-lhe Tricolor
E dá-lhe, dá-lhe, dá-lhe Tricolor
Tu vais vencer, és um campeão mundial"

E sair de alma lavada ou pegar e ver Seinfeld também ajuda.


PS: Jenny nem vem nessas de Band-Aid o teu Botafogo ganhou das coloridas até com gol do André Lima, tu nem tem do que reclamar (brincadeira), mas falando sério levanta o queixo e da uma olhada nesse recado do Rocky Balboa http://www.youtube.com/watch?v=VmVDx2b1EZY

Bruno disse...

Só não da bola pras fotos daquela figura no final não tinha notado. Hahahaahahahha

Jenny Taylor disse...

HAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHA

O que são aquelas fotos no final? O.o

Rocky é mesmo muito foda \o/

Harley Coqueiro disse...

Jeninha,

Existe Band-Aid para a alma?

Pois na minha alma atleticana há um "Emplastro Sabiá" vencido!

Bruno disse...

Jenny não tenho idéia de quem é aquele ser, mas o essencial tu pegou né!!! " Não se faz de leitão vesgo pra mamar em duas tetas." (brincadeira), mas a vida é feita pra se cair e levantar é uma eterna luta.

Jenny Taylor disse...

" Não se faz de leitão vesgo pra mamar em duas tetas." lol lol

Usarei sempre essa expressão

Postar um comentário

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO