quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Uma Necessidade Que Vem do Útero

 Abismo do Medo e suas mulheres intrigueiras que não conseguiram salvar a própria vida.

Homes são diferentes das mulheres. Fato.

Como diria aquele molequinho engraçado de Um Tira no Jardim da Infância:

"Homens têm pênis, mulheres têm vagina."

Mas as diferenças vão bem além das meramente anatômicas. Além da vagina, as mulheres têm uma necessidade quase que patológica de complicar TUDO. Talvez seja uma necessidade que vem do útero, ou de qualquer outro órgão que falte ao macho da espécie.

Outro dia comentei na "rede social da internet, o Twitter" (ODEIO quando a Vanessa Riche do Sportv fala isso ¬¬) que a mulherada passa 75% da vida discutindo a relação (ou pensando em algo pra reclamar com o pobre do homem) enquanto a machaiada passa 75% da vida pensando em putaria. O que, vamos combinar né galere, torna a vida deles muito mais divertida.

Nos outros 25% as mulheres passam reclamando que não têm roupa, reclamando da TPM e falando mal das amigues. Por que mulher só arruma amiga pra duas coisas: ter com quem reclamar e poder falar mal. Certa vez lí em algum lugar (não vou lembrar onde, faz muito tempo) que se você trancar cinco mulheres numa sala por uma semana, quando abrir a porta elas estarão se engalfinhando, se arranhando, puxando cabelo e fazendo altas intrigas. E se fizer o mesmo com cinco homens pelo mesmo período de tempo, quando abrir a porta eles mandarão fechar pois está atrapalhando o pôquer.

Inclusive citei o filme Abismo do Medo que ilustra bem essa capacidade ESCROTA de fazer intriga e ser desunida das mulheres. A mulherada sai pra explorar uma caverna e acabam caindo na caverninha nojenta dos homúnculos comedores de gente, em vez de se unirem para acharem um jeito de sair dali....não, resolvem fazer fofoca e intriga sobre quem deu pro macho de quem. Resultado? O grupo racha e todas se fodem. Nem todas as mulheres são assim. Generalizar é feio e burro, mas eu diria que 80% se comporta dessa maneira.

E não, eu não entendo as mulheres. Fico tão perdida quanto vocês, homens. Elas perguntam, mas querem que você adivinhe o que esperam como resposta. Querem um cara romântico, mas reclamam que você ficou grudento. Querem um fodedor de mão cheia, mas reclamam que você só pensa em sexo e ela não é só um pedaço de carne. Reclamam de tudo no homem, mas não querem ficar sozinhas e por aí vai...

Mulher só reclama. E sim, estou reclamando.

15 Comentários:

Teilor disse...

Que desespero de ler esse texto!!! Se você que é mulher não entende suas companheiras do mesmo sexo, que chance temos nós homens?

No fim das contas, acho que a mente masculina é bem mais simples que a feminina.

Ery Roberto Correa disse...

Porisso que é difícil pra carai entender certos "homens femininos" !!! rsrsrs

A Voz do Além disse...

Resumindo: Por isso sempre digo que você é o "homem" da minha vida, Ruivinha!

Falar com você é quase como falar pra um espelho, que nunca achei que seria divertido. Ainda bem que estava enganado =D

Bjos

@TutorUnopar disse...

Não vou complementar nada no meu comentário, você já disse tudo.Eitá bichinho danado de complicado viu!

Bruno disse...

Olha não acho que elas são complicadas, acho elas bem fáceis de entender, elas são é em sua grande maioria dissimuladas, e porra como são dissimuladas, o dia que eu conhecer uma mulher que não é dissimulada, eu pego me ajoelho levanto as maõs para o céu e agradeço aos céus. Já conheci muitas mulheres e o grande problema não é entendê-las, sempre consegui isso, o dilema com a maioria delas é dissimulação.

Jenny Taylor disse...

São dissimuladas pq querem ter motivo pra reclamar depois...vai por mim

Bruno disse...

Isso é verdade Jenny, mas o bom é que nem todas são assim, mas se tu parar e analisar algumas reclamam com boas razões, mas muitas outras reclamam, reclamam e ficam só na reclamação. E outra tem muito marmanjo que é igual a mulher, e a única diferença entre eles é usar o vaso sanitário em pé ou sentado.

Kinha disse...

Ei jenny, vc é mulher né? :o)

Faz parrrrte da nossa "anatomia" reclamar, só não reclamar pra sempre aí niguém aguenta, né? Fala Sério....rssss
mas faz parte também fazer felizes quem está perto da gente, e depois não é mesmo pra ser igual a objetividade masculina, o que encanta a eles em nós é justamente o que eles mais reclamam, a nossa subjetividade ;o)
A capacidade de rir é chorar ao mesmo tempo, de amar e odiar em proporções exatamente iguais, de dizer quero que vc morra e se ele der um "ai.." agente já sai correndo perguntando: Machucou?? :o))
TEm nada não Jenny, por isto que podemos tudo, somos MULHERES!
Uiiiiiiiiiaaaaaa"

All3X disse...

A vingança masculina: lembre q homens têm sensor de DR’s e reclamações afins. Basta o menor sinal q vai começar, entram no piloto automático (e com aquele sonzinho de sala de espera, ou coisa do tipo) e tudo com aquela cara de paisagem ou de ‘super’ preocupado no assunto (quem com ferro fere, com ferro será ferido – cuidado com o trocadilho...). Quer falar de algo bacana, sempre terá companhia (ou vc duvida q homens não gostam de estar ao lado de uma mulher?).
Mas uma pergunta: Você tem certeza q nasceu no melhor estilo John Lennon? Não seria enviada por um meteoro à Terra? (eu já disse na ‘rede social da internet, o Twitter’, q sempre imaginei outras origens para ti – quase estilo quadrinhos – a Aninha q super poderia me entender)
Valeu,
All3X

Jenny Taylor disse...

Não, Alex...eu fui um acidente mesmo, quase não nasci, mas meu pai insistiu na história :P

Mas minha mãe teve q atravessar o Rio pq a médica estava no plantão em Olaria. Tá, minha mãe quase morreu duas vezes por causa anestesia, mas tirando isso, foi bem normalzinho. Tenho fotos da cesárea, uma coisa linda de se ver :P

Harley Coqueiro disse...

KKKKKKKKKKK!

Ruivinha, você estava assaz inspirada (ou amolada) quando teclou este texto.

Tem que ser macho para criticar o seu próprio séquiço!

KKKKKKKKKKK!

A parte do pôquer foi um achado!

All3X disse...

Sorte para nós, azar para sua mãe. Tenho dó dela, se já nasceu causando problemas, imagina no decorrer então :P
PS: Eu tento não comentar em determinados post’s só para não mudar o foco do assunto... Mas não dá, é uma necessidade que vem... de onde mesmo?

Bruno disse...

Jenny, Jenny agora já sei porque se identifica tanto com o IMORTAL, foi uma dificuldade pra sair, só saiu aos 48 do segundo.


(hahahahaha)

Moziel T.Monk disse...

Pior que ao assistir a este filme foi a primeira coisa que veio a mente. E, de fato, juntar muitas mulheres em um ambiente fechado há uma grande probabilidade de dar complicação. Mas faz parte

Jennifer disse...

Gataaaa, poucas vezes na vida li um texto com o qual me identifiquei tanto.
Sempre disse a todos meus amigos homens, que chegam reclamando de alguma mulherzinha, que mulher é bicho complicado, que não tem mesmo que perder tempo tentando entender.
Pelo menos agora sei que não sou uma aberração! hahaha

Até tô escrevendo sobre #mimimi de mulheres no meu blog!

=*

Postar um comentário

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO